Reunindo, pela primeira vez, todas as peças de autoria do pintor António Soares (1894-1978) existentes no Museu Nacional do Teatro e da Dança, incluindo a recente aquisição, em leilão, de uma pintura a óleo alusiva a esta temática com o título “Entre-acto de ballet”, e as peças doadas pelo irmão do pintor, Dr. Américo Soares, com outras peças temporariamente cedidas pela família e por colecionadores particulares, a exposição Entre-acto modernista: o Teatro e a Dança na obra de António Soares, pretende dar a conhecer o trabalho para cena (e para fora de cena) deste grande artista modernista que, durante as primeiras décadas do século XX, criou e colaborou, de forma mais ou menos sistemática, na construção e na conceção plástica do Espetáculo e em tudo aquilo que o rodeava, nas mais variadas formas: maquetas e estudos para cenários, projetos para telões, estudos para adereços de cena, figurinos, retratos, esboços e estudos para bailarinas, atores e personagens, conceção de cartazes e estudos e propostas para decorações, que constituem uma parte substancial desta exposição, patente na Galeria de exposições temporárias deste Museu.

E se a quase totalidade das peças expostas possuem um sentido estético e de modernidade absolutamente de exceção, também não se pode deixar de relevar a perspetiva (in)formativa, quando não pedagógica, da visão conjunta destes trabalhos, que permite dar a entender ao grande público, de forma muito clara, o que é e como se processa todo o trabalho criativo e preparatório da organização cenográfica e plástica de um espetáculo.
Esta exposição é, pois, um tributo a um artista a quem não foi ainda prestado o devido reconhecimento, pretendendo também, de uma forma mais abrangente, contribuir para a dignificação artística do trabalho plástico para cena.



Cartaz Teatro Apolo | 1913-1914 | MNT 176568
Esboço para retrato de bailarina| S/ data|   | Bailarina de jazz, Bristol Club, Lisboa | 1925
coleção privada                                            coleção privada